Rádio Resistência

Notícias

24/05/2022

Conferência Nacional dos Bancários de 10 a 12 de junho

Bancários e bancárias da BA e SE defendem aumento real de 5% nos salários e demais verbas, medidas de proteção à saúde, ao emprego, além de uma política efetiva contra o assédio moral e a cobrança excessiva de metas

 

A campanha salarial 2022 ganha corpo e o momento decisivo para aglutinar os esforços da categoria acontece entre os dias 10 e 12 de junho, em São Paulo. É a Conferência Nacional dos Bancários que define a pauta unificada de reivindicações a ser entregue à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).


Com o cenário de retrocessos e perda de direitos impostos pela política ultraliberal do governo Bolsonaro, as negociações serão um grande desafio. Por isso, é fundamental que os trabalhadores estejam unidos aos sindicatos. 


Os bancários e bancárias da Bahia e Sergipe vão defender aumento real de 5% nos salários e demais verbas, medidas de proteção à saúde, ao emprego, além de uma política efetiva contra o assédio moral e a cobrança excessiva de metas. 


A data-base da categoria é 1º de setembro. Quanto antes as discussões começarem, melhor.

A Conferência Nacional fortalece a luta em defesa da democracia brasileira e contra o avanço do neofascismo, que tem à frente Jair Bolsonaro.